Neymar e Gabriel Medina de volta a ação: Como começou esse “bromance”?

A amizade dessas estrelas do esporte brasileiro vai além das mídias sociais e de representar o país.

Neymar está de volta. E também seu amigo, o campeão mundial de surfe, Gabriel Medina.

A estrela do futebol brasileiro se recuperou de uma lesão e voltou a jogar no domingo para ajudar o clube francês Paris Saint-Germain conquistar o título da Liga 1 com uma vitória de 3x1 contra o Mônaco.

O atleta de 27 anos de idade jogou durante todo segundo tempo da partida, o que foi seu primeiro jogo competitivo desde que sofreu uma lesão no osso metatarso em janeiro.

Enquanto isso, Medina, Campeão Mundial da WSL 2018, está surfando no Rip Curl Pro Bells Beach, na Austrália, na tentativa de levar o seu terceiro título desde 2014.

O jovem de 25 anos de idade tem 7,7 milhões de seguidores no Instagram, o que não se compara aos 114 milhões de seguidores de Neymar, mas as duas contas estão repletas de imagens um do outro.

Mas como esse “bromance” começou?

View this post on Instagram

Voce entende de Rock? 🤪🤘🏻 @neymarjr

A post shared by G. Medina (@gabrielmedina) on

Irmãos brasileiros

Alguns podem pensar que a amizade entre esses membros da realeza esportiva é somente um estratégia de marketing, mas há mais do que suficiente evidência para sugerir que essa amizade é verdadeira.

E de fato, já dura mais de 10 anos.

A dupla se conheceu no aniversário de 14 ou 15 anos de Medina, depois que o surfista demonstrou interesse em conhecer o jogador de futebol.

"Meu empresário disse para ele [Neymar] que eu queria conhecê-lo, e então ele organizou o encontro”, disse Medina à NBC Sports em Dezembro. “Eu conheci [Neymar] pela primeira vez na sua casa em Santos. ”

O surfista ainda deu uma prancha de presente ao jogador.

E o resto é história.

“Ele é um ótimo amigo dentro e fora da praia e também nos campos de futebol”, disse Medina à NBC Sports. “Ele se dedica muito e é um dos melhores. É ótimo ter um amigo como ele”.

Na mesma onda

De jogo de poker, a trocar camisas, e apoiar um ao outro nas competições, esses dois são amigos há anos.

E é justo pensar que eles entendem bem a pressão, um do outro, como atletas profissionais.

Falando para o “Surfer.com” em 2014, Neymar disse: “Pelo que eu sei de Gabriel, ele é muito focado e sabe o que quer para sua vida e carreira. A pressão sempre vai existir para um atleta que está sempre competindo. A ansiedade sempre vai te pegar, mas nosso sonho fala mais alto.”

As imagens dizem tudo

Não é preciso olhar muitos nos posts do Instagram para ver, que, apesar das agendas lotadas, os dois passam muito tempo juntos.

Medina torceu pelo seu amigo nas Olimpíadas da Rio 2016, mas não estava lá quando Neymar fez história para o Brasil.

O surfista estava em competição no Taiti, quando Neymar marcou o pênalti da vitória contra a Alemanha, que garantiu a medalha de ouro.

Medina terá a oportunidade de seguir as vitórias de seu compatriota quando o surfe fizer a sua estreia Olímpica na Tóquio 2020.

Após o término da Copa do Mundo da FIFA no ano passado, Neymar esteve em Portugal para apoiar Medina, no Rip Curl Pro Portugal.

Embora Medina tenha sido derrotado na semifinal, ele conquistou seu segundo título mundial em dezembro, no Havaí.

No evento de 2018, o jogador de futebol disse à WSL: "Todo mundo conhece o talento que ele tem no mar, no surfe, mas a grandeza dele é por causa da pessoa que ele é. Ele é um cara feliz e sorridente, um cara de família e um amigo. Eu acho que isso é o que faz dele diferente. Ele tem grandeza no seu coração”.

Falando sobre família, Neymar tem uma irmã, e dizem, que ela chama Medina de “irmão”.

View this post on Instagram

Good to see my bro! @neymarjr 👊🇧🇷❤️ ll

A post shared by G. Medina (@gabrielmedina) on

Quando o bicampeão mundial voltou para o Brasil, ele foi recebido no aeroporto por milhares de fãs, como um herói, seguido de um desfle em carro aberto.

Neymar estava perto para ajudar nas comemorações.

View this post on Instagram

@neymarjr @lucaslima

A post shared by G. Medina (@gabrielmedina) on

Tóquio 2020

E está bem claro que a dupla gosta de comemorar junta, e qual melhor maneira de fazer isso do que em Tóquio no próximo ano.

O período de qualificatórias para o surfe na Tóquio 2020 começou em abril e Medina vai ter a difícil tarefa de ganhar um, dos dois lugares, disponíveis para homens brasileiros.

A competição é dura e conta com atletas brasileiros como Italo Ferreira, Filipe Toledo,William Cardoso e Michael Rodrigues.

O time de futebol do Brasil quer defender seu ouro Olímpico e espera que Neymar esteja liderando a disputa.

Os atuais campeões Olímpicos precisam se qualificar através do torneio Under 23 Pre-Olympic, em Columbia, em janeiro de 2020.

View this post on Instagram

Flash ⚡️ and Batman 🦇

A post shared by 3n310ta 🇧🇷 👻 neymarjr (@neymarjr) on

Gostou dessa história? Compartilhe com seus amigos!